Conheça os indicados ao "Oscar Brasileiro"


A Academia Brasileira de Cinema divulgou a lista dos indicados a 11ª edição do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, evento que ocorre desde 2002, considerado um dos mais importantes do país e carinhosamente apelidado de “Oscar Brasileiro”.

“O Palhaço”, segundo filme dirigido por Selton Mello é o recordista de indicações, presente em 13 categorias. O Homem do Futuro (11 indicações), Bróder (10 indicações), Bruna Surfistinha (9 indicações) e Assalto ao Banco Central (4 indicações) disputam com a obra de Mello o prêmio de Melhor Longa-Metragem de Ficção. Capitães da Areia, produção baseada no livro homônimo de Jorge Amado e dirigido por sua filha Cecília Amado, concorre em sete categorias – Roteiro Adaptado, Montagem de Ficção, Figurino, Direção de Arte, Maquiagem, Som e Trilha Sonora Original.

O evento deste ano prestará uma homenagem ao diretor, produtor e roteirista Cacá Diegues (Xica da Silva, Bye Bye Brasil) que completa 50 anos de carreira este ano. A data e o local onde será realizada a cerimônia de entrega dos prêmios ainda não foi definida. Enquanto isso, a votação que começou no dia 27 de junho, continua a todo vapor no site da Academia Brasileira de Cinema. Confira abaixo o line-up completo dos indicados ao 11º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro:

MELHOR LONGA–METRAGEM DE FICÇÃO

“Assalto ao Banco Central”, de Marcos Paulo
“Bróder” de Jeferson De
“Bruna Surfistinha”, de Marcus Baldini
“O homem do Futuro”, de Cláudio Torres
“O Palhaço”, de Selton Mello

MELHOR LONGA–METRAGEM DOCUMENTÁRIO

“À Margem do Lixo”, de Evaldo Mocarzel
“As Canções”, de Eduardo Coutinho
“Diário de uma Busca”, de Flavia Castro
“Lixo Extraordinário”, de João Jardim
“Quebrando o Tabu”, de Fernando Grostein Andrade
“Rock Brasília”, de Vladimir Carvalho

MELHOR LONGA–METRAGEM INFANTIL

“Palavra Cantada 3D – Brincadeiras musicais”, de Carlos Garcia Magalhães e Marcelo Siqueira
“Uma Professora Muito Maluquinha”, de André Alves Pinto e Cesar Rodrigues

MELHOR DIREÇÃO

Andrucha Waddington, por “Lope”
Cláudio Torres, por “O Homem do Futuro”
Eduardo Coutinho, por “As Canções”
Jefferson De, por “Bróder”
Selton Mello, por “O Palhaço”

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

André Ristum, Marco Dutra E Octávio Scopelliti, por “Meu País”
Bruno Mazzeo, Rosana Ferrão, José Alvarenga Jr. e Marcelo Saback, por “Cilada.com”
Cláudio Torres, por “O Homem do Futuro”
Jeferson De e Newton Cannito, por “Bróder”
José De Carvalho e Marcelo Laffitte, por “Elvis e Madona”
Marcelo Vindicatto e Selton Mello, por “O Palhaço”

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

Antonia Pellegrino, Homero Olivetto r José Carvalho, por “Bruna Surfistinha”.
Braulio Mantovani, A.C. e Thiago Dottori, A.C. por “Vips”
Cecília Amado e Hilton Lacerda, por “Capitães da Areia”
Domingos Oliveira, por “Todo Mundo Tem Problemas Sexuais”
Marcelo Rubens Paiva, por “Malu de Bicicleta”

MELHOR ATRIZ

Alinne Moraes, por “O Homem do Futuro”
Débora Falabella, “Meu País”
Deborah Secco, por “Bruna Surfistinha”
Leandra Leal, por “Estamos Juntos”
Simone Spoladore, por “Elvis e Madona”

MELHOR ATOR

Caio Blat, por “Bróder”
Cassio Gabus Mendes, por “Bruna Surfistinha”
Selton Mello, por “O Palhaço”
Wagner Moura, por “Vips”
Wagner Moura, por “O Homem do Futuro”

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Cassia Kiss, por “Bróder”
Dira Paes, por “Estamos Juntos”
Drica Moraes, por “Bruna Surfistinha”
Fabiana Karla, por “O Palhaço”
Fabíula Nascimento, por “Bruna Surfistinha”

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Ailton Graça, por Bróder”
Cauã Raymondm por “Estamos Juntos”
Jonathan Haagensen, por “Bróder”
Paulo José, por “O Palhaço”
Tonico Pereira, por “Assalto ao Banco Central”

MELHOR DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA

Adrian Teijido, por “O Palhaço”
Gustavo Habda, por “Bróder”
Lula carvalho, por “Estamos Juntos”
Ricardo Della Rosa, por “Lope”
Ricardo Della Rosa, por “O Homem do Futuro”

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE

Adrian Cooper, por “Capitães da Areia”
Alexandre Meyer, por “Assalto ao Banco Central”
Carlos Bodelón, César Macarrón e Lilly Kilvert, por “Lope”
Claudio Amaral Peixoto, por “O Palhaço”
Yurika Yamazaki, por “O Homem do Futuro”

MELHOR FIGURINO

Kika Lopes, por “O Palhaço”
Letícia Barbieri, por “Bruna Surfistinha”
Marcelo Pies, por “O Homem do Futuro”
Marjorie Gueller, por “Capitães da Areia”
Tatiana Hernández, por “Lope”

MELHOR MAQUIAGEM

Denise Borro e Marina Beltrão por “Capitães da Areia”
Gabi Moraes, por “Bruna Surfistinha”
Marina Beltrão, por “Elvis e Madona”
Marlene Moura e Rubens Libório, por “O Palhaço”
Martín Macías Trujillo, por “O Homem do Futuro”

MELHOR EFEITO VISUAL

André Kapel, por “Bróder”
Cláudio Peralta, por “O Homem do Futuro”
Cláudio Peralta e Marcelo Siqueira, por “Lope”
Diego Velasco-De Armas, por “Onde Está a Felicidade?”
Eduardo Souza e Rodrigo Lima, por “Bruna Surfistinha”

MELHOR MONTAGEM FICÇÃO

Eduardo Hartung, por “Capitães da Areia”
Felipe Lacerda, por “Assalto ao Banco Central”
Jeferson De e Quito Ribeiro, por “Bróder”
Manga Campion e Oswaldo Santana, por “Bruna Surfistinha”
Marilia Moraes e Selton Mello, por “O Palhaço”

MELHOR MONTAGEM DOCUMENTÁRIO

Anna Penteado, Bruna Callegari, Diana Zatz, Felipe Igarashi e Rafael
Buosi, por “Mamonas para Sempre”
Ava Gaitán Rocha, por “Estrada Real da Cachaça”
Baú Carvalho E Henrique Dantas, por “Filhos de João – O Admirável Mundo Novo Baiano”
Jordana Berg, por “As Canções”
Pedro Kos, por “Lixo Wxtraordinário”
Sérgio Azevedo e Vladimir Carvalho, por “Rock Brasília”

MELHOR SOM

Alessandro Laroca, Armando Torres Jr E Romeu Quinto, por “Vips”
Aloysio Compasso, José Louzeiro E Patrick O’Sulivan, por “Lixo Extraordinário”
Branko Neskov, George Saldanha E Simone Petrillo ,por “Capitães da Areia”
George Saldanha, Luiz Adelmo E Paulo Gama, por “O Palhaço”
Jorge Saldanha, Miriam Biderman, Ricardo Reis E Rodrigo Noronha, por “O Homem do Futuro”

MELHOR TRILHA SONORA

Cláudio Kahns a partir da obra dos Mamonas Assassinas, por “Mamonas para Sempre”
Edu Lobo, por “Não se Preocupe, Nada Vai Dar Certo”
Jeferson De e João Marcelo Boscoli, por “Bróder”
Lenine, por “Amor?”
Vladimir Carvalho, por “Rock Brasília”

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL

André Moraes e Chris Pitman, por “Assalto ao Banco Central”
Antonio Pinto, por “Vips”
Carlinhos Brown, por “Capitães da Areia”
Dado Villa-Lobos, por “Malu de Bicicleta”
Plínio Profeta, por “O Palhaço”

MELHOR CURTA-METRAGEM FICÇÃO

“Contagem”, de Gabriel Martins e Maurílio Martins
“Entre Muros”, de Adriana Tenório
“Máscara Negra” de Renê Brasil
“Pra Eu Dormir Tranquilo”, de Juliana Rojas
“Último Dia”, de Christopher Faust

MELHOR CURTA-METRAGEM DOCUMENTÁRIO

“Angeli 24 horas”, de Beth Formaggini
“Gigante de Papelão”, de Barbara Tavares
“Ovos de Dinossauro na Sala de Estar”, de Rafael Urban
“Praça Walt Disney”, de Renata Pinheiro e Sérgio Oliveira
“Procurando Madalena”, de Ricardo Sá
“A Verdadeira História da Bailarina de Vermelho”, de Alessandra Colassanti e Samir Abujamra

MELHOR CURTA-METRAGEM ANIMAÇÃO

“As Aventuras de Paulo Bruscki”, dirigido por Gabriel Mascaro
“Céu no Andar de Baixo”, de Leonardo Cata Preta
“Céu, Inferno e outras Partes do Corpo”, de Rodrigo John
“Engolelogoumajacaentão”, de por Alex Antunes, Guilherme Coutinho, Marão, Tiago
“Furicó e Fiofó”, de por Fernando Miller
“Sambatown”, de por Cadu Macedo

MELHOR LONGA-METRAGEM ESTRANGEIRO

“Cisne Negro” (“Black Swan”, EUA), de Darren Aronofsky
“Um Conto Chinês” (Un Cuento Chino”, Argentina / Espanha), de Sebastián Borensztein
“Meia-noite em Paris” (“Midnight in Paris”, EUA / Espanha), de Woody Allen
“A Pele que Habito” (“La Piel que Habito”, Ficção, Espanha), de Pedro Almodóvar
“Rio” (“Rio”, Animação, EUA), de Carlos Saldanha

  • Chicko

    Eu até ia levar essa premiação a sério e conferir alguns indicados, mas aí eis q vejo a indicação de "Cilada.com" como roteiro original…parei.
    .
    Não é a toa que se auto proclama do "OScar brasileiro". Como lá, quem manda aqui são as grandes produtoras.