Sony é hackeada e filmes inéditos vazam na internet


Depois de ter sido hackeada na semana passada, a Sony Pictures teve pelo menos cinco filmes vazados na internet. Dentre eles, Corações de Ferro, protagonizado por Brad Pitt, ainda inédito no Brasil. O longa estreou nos cinemas internacionais em outubro, mas só chega ao circuito nacional em fevereiro de 2015. Segundo o TorrentFreak, tratam-se de arquivos em alta qualidade, os chamados screeners, DVDs gravados para distribuição exclusiva entre os jurados de prêmios, como o Oscar, por exemplo.

Embora a obra estrelada por Pitt seja o destaque, os outros filmes prometem dar mais dor de cabeça ao estúdio. Isso porque os longas ainda estão em processo de pós-produção e agendados para chegar às salas de exibição dos Estados Unidos no final do ano e início de 2015. São eles: o remake do musical Annie, com Jamie Foxx, Cameron Diaz e a garotinha Quvenzhané Wallis nos papeis principais; a cinebiografia Mr. Turner, que conta a história de vida do pintor britânico J.M.W. Turner; Still Alice, onde Julianne Moore interpreta uma médica diagnosticada com Alzheimer; e o drama To Write Love on Her Arms sobre a jovem Renee Yohe, fundadora de uma ONG responsável por ajudar pessoas com depressão.

O ataque hacker foi realizado no início da semana passada por um grupo que se auto-intitula “Guardians of Peace” (Guardiões da Paz). Durante o ataque foram roubados aproximadamente 11 mil gigas de dados que poderiam incluir informações de passaportes e vistos de artistas e equipes de gravação — no entanto, essa informação não foi confirmada pela Sony.

O acontecimento está sendo tratado pelo estúdio como uma ação criminosa. “O roubo de conteúdo da Sony Pictures Entertainment é um assunto criminal, e nós estamos trabalhando próximos às forças da lei às quais direcionamos esse assunto”, afirmou um porta-voz da grupo japonês ao site do Deadline. A imprensa especializada relatou que a Sony cogitou a possibilidade da Coreia do Norte estar por trás desse ataque.

O governo norte-coreano emitiu um comunicado na sexta-feira ameaçando os autores de A Entrevista, comédia do estúdio protagonizada por Seth Rogen e James Franco, onde os dois interpretam agentes da CIA contratados para assassinar o líder daquele país, Kim Jong-Un. O FBI já está trabalhando no caso e em breve novas notícias devem ser divulgadas.