In Chambers: curta sci-fi norueguês

O cineasta norueguês Aleksander Nordass, filho de cristãos ortodoxos, sempre preferiu a ficção e histórias futuristas do que os temas religiosos e metafisicos aos quais era obrigado a “consumir”. Já adulto, após sua mãe adoecer e ficar meses em coma, ele decidiu fazer um curta-metragem que simbolizasse a experiência de viver aqueles momentos intensos num quarto de hospital.

O resultado é In Chambers, curta fantástico de 10 min. produzido de forma independente com uma fotografia sombria e clima surreal que mistura sci-fi e fantasia. Confira:

  • Eu acho que a sinopse é mais ou menos assim…Não tenho certeza.
    As pessoas com os “números” são aqueles que conseguem voltar (O que acontece é que eles vão acordar do coma), enquanto os que não tem números são aqueles que nunca vão acordar ( Que permanecem mortos ). Os caras assustadores são os que vão acordar as pessoas. Então o lugar é uma representação do limbo, e se você morrer ali você vive na vida real. E se você viver lá você está morto.

    Mas o que quer dizer a injeção, por que algumas pessoas comem batata, quanto mais velhas as pessoas são na vida real mais novas elas são nesse lugar, e por que a queles caras são visto como maus?

  • FERNANDO

    excelente…fantastico, mas nao é pra todos…ainda mais aqui no brasil terra do axé….rsrsrs

  • Diego

    Pelo que a Cláudia falou
    As pessoas fogem dos "caras maus", por pensar que vão matá-las, e, sempre fugindo nunca acordam.
    Meu inglês é pessimo, por isso entendi poka coisa.

  • Yuri Carneiro

    Adorei o curta… Muito bem filmado, e um conceito bem legal! 10 mesmo!

  • taty

    incrível! 1 pena mesmo o meu inglês ser tão fraquinho! espero encontrar legendado em português algum dia! e acho q a Cláudia deve ter razão! quanto a envelhecer, bem, acho q mente da pessoa pode lhe fazer acreditar q está lá há muito tempo, e as batatas, seria algo do tipo "limite da sobrevivência".