10 posters proibidos por denotar violência – Parte II


Violência vende. Quem bem sabe disso, é a mídia em geral. E quando o produto é uma produção cinematográfica, algo que envolve milhões de dólares, os marketeiros costumam perder o bom senso e chutar o balde, sem medir as consequências. Confira abaixo dez cartazes que tiveram suas artes condenadas em alguns países por serem considerados apelativos ou impróprios para menores:

Clown

10. Clown (EUA / Canadá, 2014): Até então inédito no Brasil, o longa de horror produzido por Eli Roth teve sua arte promocional proibida na Itália. Além de estampar um homem fantasiado de palhaço com o rosto sujo de sangue, o cartaz também traz o aviso: “Nenhuma criança está à salvo”. Os censores daquele país julgaram o poster “preocupante demais para consumo em massa”.

O Procurado

9. O Procurado (Wanted, EUA 2008): O poster do longa de ação estrelado por Angelina Jolie e James McAvoy foi condenado na Inglaterra por glorificar a violência. Não bastasse o personagem de McAvoy estar apontando uma arma para o espectador, o cartaz ainda trazia a frase “Este é seu destino. Junte-se a nós”.

Aconteceu Perto de Sua Casa

8. Aconteceu Perto da sua Casa (Man Bittes Dog, Bélgica 1992): O cartaz do falso documentário belga onde o protagonista dispara sua arma contra uma criança foi censurado na América do Norte, na ocasião do seu lançamento. A solução encontrada pelos distribuidores foi substituir a chupeta por uma dentadura. Anos mais tarde, quando o filme foi lançado em blu-ray, o poster original retornou.

Um Táxi Para a Escuridão

7. Um Táxi para a Escuridão (Taxi To The Dark Side, EUA 2007): O documentário sobre as atrocidades cometidas pelos norte-americanos no Afeganistão, Iraque e na prisão de Guantanamo teve seu cartaz condenado pela MPAA, o regulamentador da censura nos EUA. Para o órgão, o fato de alguém estar encapuçado incomoda, por denotar a prática da tortura.

The Bunny Game

6. The Bunny Game (EUA, 2010): Outro que teve problemas com a BBFC, a censura britânica, foi este thriller independente. Acusado de incitar o sadismo e “práticas sexuais incomuns”, o cartaz foi proibido na terra da Rainha. Posteriormente, o filme também teve sua circulação comprometida.

Bereavement

5. Bereavement (EUA 2010): O horror inédito no Brasil teve sérios problemas com a MPAA por trazer em sua arte uma criança segurando uma faca. A censura caiu matando e os distribuidores photoshopicamente resolveram a pendenga colocando a arma na mão do adulto.

Zumbis na Neve 2

4. Zumbis na Neve 2 (Død snø 2, Noruega/Alemanha, 2014): Considerado de mal gosto e politicamente incorreto, o poster com uma suástica feita de sangue e membros foi proibido em alguns lugares da Europa que sofreram com o nazismo durante a Segunda Guerra Mundial. Misto de horror e comédia de humor negro, o filme teve sua bilheteria comprometida nestes países por conta da publicidade apelativa e equivocada.

O Último Exorcismo

3. O Último Exorcismo (The Last Exorcism, EUA 2010): Exposto próximo a escolas, pontos de ônibus e outros locais frequentados por adolescentes (o público majoritário dos filmes de horror) o cartaz foi recolhido nos EUA, Alemanha e Inglaterra, classificado como “angustiante e inadequado para exibição pública”, porque a menina parecia ter sofrido uma agressão sexual.

As Tartarugas Ninja

2. As Tartarugas Ninja (Teenage Mutant Ninja Turtles, EUA 2014): O cartaz australiano do blockbuster cometeu uma gafe daquelas ao mostrar os quelônios saltando de um arranha-céu em chamas e anunciar o lançamento do filme para 11 de setembro. Comparações com os atentados ao WTC pipocaram nas redes sociais, levando o estúdio a pedir desculpas pela mancada.

O Herdeiro do Diabo

1. O Herdeiro do Diabo (Devil’s Due, EUA 2014): Condenado em todos os países, somente a Espanha concordou com a divulgação do found footage demoníaco usando este cartaz macabro onde uma mulher grávida aparece crucificada de ponta cabeça e o sangue escorre às avessas. Cruzes!

Gostou? Confira aqui, outros cartazes censurados.

  • Rafael

    capa excelentemente sinistra a do devil's due…misturar maternindade com satanismo eh algo bem sinistro.. imagino um poster desses aqui no brasil.. ia ter pessoa que explodiria. que. nem no Scanners.. hehehe

  • Peter Krometsek

    Ainda estou engatinhando no Google Plus.