Crítica: Os Homens Que Encaravam Cabras


Os Homens Que Encaravam Cabras

Adaptação do livro homônimo de Joy Ronson, Os Homens Que Encaravam Cabras começa avisando que é baseado em uma história real, mas os fatos, de tão absurdos, são difíceis de acreditar. Puro pretexto para tirar um grande sarro do belicismo estadunidense e suas guerras mal explicadas com um humor ácido – LSD, para ser mais preciso – implacável.

Bob Wilton (Ewan McGregor) é um jornalista que se depara com uma revelação (no mínimo) esquisita, de um ex-militar. Segundo ele, o exército norte-americano, após a Guerra do Vietnã, criou uma divisão para treino de oficiais com poderes paranormais. O jornalista fica intrigado com a história maluca de que soldados conseguem ficar invisíveis, atravessam paredes ou que matam animais apenas com o olhar, mas decide não publicar a matéria.

Depois de ver a sua esposa trocá-lo por seu editor, Bob resolve cobrir a Guerra do Iraque. Lá, por acaso, conhece Lyn Cassady (George Clooney) que revela  ter feito parte desta Força Especiail de espiões psíquicos, ou como Lyn prefere chamar: “Guerreiros Jedi”, pois, são treinados para desenvolver habilidades parapsicológicas. A melhor cena do filme está justamente neste trecho quando Wilton pergunta “O que é um Jedi?”. McGregor foi o mestre Obi Wan Kenobi nos últimos – ou primeiros, como preferir – filmes da saga Star Wars.

A partir daí, a obra passa a intercalar a ação atual com flashbacks dos anos 80, para contar a história de dois sujeitos do passado de Lyn: Bill Django (Jeff Bridges) e Larry Hooper (Kevin Spacey). Enquanto Django faz a linha zen-budista e tenta passar a sua filosofia para o exército, Larry está mais interessado no lado negro da força – só para citar George Lucas novamente.

Não vá ver o filme esperando uma comédia escrachada capaz de fazer chorar de rir. A tentativa de criar um humor a la “Monty Python” nem sempre funciona. Assim como o diretor Grant Heslov não levou seu filme a sério em nenhum momento, é melhor você fazer o mesmo. A produção é daquelas comédias leves só que recheada de bizarrices, e talvez esse seja o seu grande erro: a quantidade de piadas e situações nonsenses é exagerada, tornando o longa arrastado e dificil de digerir.

(3/5)
Os Homens Que Encaravam Cabras (The Men Who Stare at Goats)
Estados Unidos, 2009 – 94 min.
Direção: Grant Heslov. | Roteiro: Peter Straughan.
Elenco: George Clooney, Jeff Bridges, Ewan McGregor, Kevin Spacey, Robert Patrick.