Crítica: Wolverine – Imortal

Nova aventura solo do mutante comprova mais uma vez que o personagem funciona melhor trabalhando em equipe

Crítica: Bruxa de Blair

Ao contrários dos filmes anteriores, nova sequência é menos sugestiva e mais explícita

Crítica: Vigaristas

Roteiro promissor é desperdiçado por arcos temáticos mal realizados em comédia pouco engraçada

Crítica: Espelho, Espelho Meu

Versão do clássico conto de Branca de Neve vira comédia leve e espalhafatosa, cheia de gags visuais

Crítica: Mary & Max – Uma Amizade Diferente

Animação em stop-motion com bonecos e objetos de argila promove discussões polêmicas com brilhantismo

Relic | Conexão Sundance 2020

Produção britânica no estilo de A Bruxa desponta como um dos grandes filmes de terror do ano

Crítica: The Monster

Criatura sobrenatural ameaça mãe e filha no tenso suspense

Crítica: O Grupo Baader Meinhof

Filme alemão é versão quase documental sobre a organização terrorista de esquerda RAF

Crítica: Amanhecer Violento

Refilmagem descartável é ainda mais implausível que seu original oitentista

Crítica: O Hobbit – A Batalha dos Cinco Exércitos

Apesar da excelente qualidade técnica, desfecho da trilogia fica muito aquém de O Senhor dos Anéis

Últimas Postagens