We Are The Flesh | Os Filmes Mais Perturbadores do Planeta #51

Co-produção México/França, Tenemos La Carne (ou We Are The Flesh, título internacional) é um daqueles filmes que equivalem a um soco forte no estômago. Desprovido de uma estrutura narrativa lógica, recheado de metáforas e alegorias, o longa flerta com a morbidez e o sórdido ao abordar temas pesados como necrofilia, incesto e canibalismo. Não é, nem de longe, uma obra feita para o grande público e tentar entendê-lo em sua plenitude é um gigantesco desafio.