Kuso | Público abandona sessão após cenas escatológicas


Aconteceu de novo. Após Bite em 2015 e Raw em 2016, agora foi a vez de Kuso, filme de estreia do rapper Flying Lotus, provocar a evasão do público num evento de cinema. O fuzuê aconteceu em Sundance e, segundo o Variety, cerca de 20 pessoas abandonaram a sessão que exibia o longa.

Kuso é uma reunião de curta-metragens conectados que narram a vida das mulheres, homens e crianças mutiladas de Los Angeles, após um terremoto que destruiu toda a cidade. Cada segmento aborda um tema polêmico – racismo, religião, violência – usando de simbolismos escatológicos para passar sua mensagem.

Quem viu a obra comparou com uma bad trip de ácido, onde a resistência do espectador ao grotesco é colocada à prova. Num dos trechos repulsivos, um pênis é esfaqueado. Em outro, uma mulher mastiga concreto até quebrar todos os dentes. Logo mais adiante, uma criatura alienígena arranca o feto de uma grávida (acompanhado por um clip de Mortal Kombat), para, então, fumar o pequeno cadáver.

O título faz referência a uma palavra japonesa, equivalente ao termo em português “merda”, que é usado na terra do sol nascente para descrever um certo tipo de cultura da Internet dedicada a fazer coisas que são bobas, cafonas e ultrajantes.

Kuso ainda não tem data de estreia no circuitão comercial norte-americano – e é pouco provável que algum estúdio assuma esse risco. Assista ao trailer abaixo apenas se você for maior de idade:



  • Morpheus, O Purista

    Agora fiquei curioso.