Os filmes de horror mais promissores de 2017

10. Capture Kill Release

Casal decide sequestrar e assassinar um estranho (escolhido de forma aleatória), apenas pela adrenalina do momento. Depois de muitos planejamentos e ensaios, o rapaz desiste da ideia deixando sua parceira extremamente furiosa. Produção canadense rodada no estilo found footage que promete muita tensão e nervosismo.

9. It Comes At Night

Visto que a sinopse revelada é bem genérica – “Patriarca precisa proteger seus entes queridos de uma entidade maléfica que está rodeando sua casa” – acredito que o tchan dessa produção norte-americana da A24 (A Bruxa), esteja na execução da história, uma vez que o trailer tem um climão e a direção ficou a cargo do jovem prodígio Trey Edward Shults, também autor do roteiro.

8. Fragmentado

Após uma série de filmes meia-boca, o cineasta indiano M. Night Shyamalan (O Sexto Sentido, Corpo Fechado) parece finalmente ter superado a má fase. A história acompanha Kevin (James McAvoy), um sujeito que luta contra seu transtorno dissociativo de identidade mental – ele possui 23 personalidades distintas – mas perde o controle e acaba sequestrando três adolescentes.

7. Offensive

Casal de idosos herda uma casa numa região rural da França e, ao se mudar para o idílico lugar, descobre que a vizinhança é atormentada por um bando de delinquentes juvenis. Após sofrer diversas humilhações por parte do grupo, o casal decide reagir. Longa-metragem britânico violento até a tampa, descrito como uma mistura de Doce Vingança e Violência Gratuita.

6. O Rastro

O Brasil não tem tradição em horror mas vem se esforçando com produções caprichadas como essa que não ficam devendo aos similares gringos. A trama acompanha um jovem médico (Rafael Cardoso) responsável por transferir os pacientes de um hospital que será fechado em breve. Ao tentar localizar uma garota que sumiu misteriosamente, ele é arrastado para um pesadelo sem fim.

5. A Dark Song

Jovem mãe procura um famoso ocultista no intuito de entrar em contato com o filhinho morto. O ritual, que leva seis meses de preparação, vai arrastá-los numa jornada ao inferno onde a sanidade dos dois será questionada. Produção irlandesa ovacionada em diversos festivais especializados que leva o tema à sério, misturando horror, fantasia e folclore daquele país.

4. Get Out

Chris está prestes a conhecer os pais de sua namorada e a ideia está deixando ele apreensivo, uma vez que Chris é negro e a família dela é formada por caucasianos conservadores. O fim de semana, numa casa isolada no campo, será muito mais perturbador do que ele poderia imaginar. Misto de crítica social sarcástica e terrorzão gore, Get Out marca a estreia do ator Jordan Peele na direção.

3. Killing Ground

Considerado o Quadrilha de Sádicos da Austrália, Killing Ground é outro filme que promete surpresas a partir de uma história (aparentemente) clichê: jovem casal vai acampar numa local deserto e é atacado por dois psicopatas. A narrativa não é apresentada de forma linear e a trama oferece muitas reviravoltas que vão surpreender o público.

2. Wekufe

Produção found footage chilena(!) que investiga a conexão entre os crimes sexuais na Ilha de Chiloé e o Trauco, uma entidade mítica da região. Reza a lenda que nenhuma mulher é capaz de resistir aos poderes de sedução da tal criatura. A medida que a investigação avança, dois estudantes de jornalismo vão descobrir que por trás desse mito, há algo muito mais obscuro.

1. Raw / Grave

Produção franco-belga que causou polêmica no Festival de Toronto em 2016 após parte do público passar mal durante sua exibição. Na trama, estudante é obrigada a comer fígado cru de coelho em um trote na faculdade de veterinária e, após ingerir essa “iguaria”, desenvolve um distúrbio que a deixa sedenta por carne humana. Em busca de alimento, ela passa a seduzir seus colegas de classe.

  • samuel

    Esse offensive deve ser muito bom vou tentar ver agora