Atroz | O filme mais violento de 2015?


Produzido por ninguém menos que Ruggero Deodato, o diretor de Canibal Holocausto (1980), o mexicano Atroz vem causando polêmica por conta do seu conteúdo gráfico extremamente brutal e ultra-realista. Assista ao trailer apenas se você for maior de idade:

A trama acompanha dois serial-killers, que após se envolverem num acidente de trânsito na Cidade do México, são presos pela polícia. Entre os pertences dos rapazes, as autoridades encontram uma série de fitas de vídeo que mostram a dupla em ação. O material é extremamente pesado, contendo cenas fortes de tortura, perversões sexuais, sadismo e assassinatos cruéis.

Dirigida por Lex Ortega (designer de som de O Exército de Frankenstein, 2013), a obra foi lançada no México no final de outubro e provocou uma série de protestos. Como a gente sabe, publicidade negativa é sempre bem-vinda para esse tipo de filme e não demorou para uma produtora norte-americana se interessar pelo longa-metragem. Atroz, ou melhor, Atrocious, chega aos cinemas gringos no início de 2016 e planos para uma refilmagem (falada em inglês) já estão sendo cogitados.