X-Men XXX | Pegação geral entre mutantes na paródia pornô


Parece que o legado cinematográfico deixado por Axel Braun na Vivid é interminável. A gigante pornô, mesmo tendo perdido o seu craque para a rival Hustler, ainda pretende faturar muito em cima do italiano, visto que vem utilizando o nome dele nos (sub)títulos de suas produções. X-Men XXX: An Axel Braun Parody é a terceira paródia que o estúdio lança este ano, depois de Capitão América XXX, Homem-Aranha XXX 2.

Quem já assistiu as outras fitas comandadas pelo diretor sabe o que esperar: uma historinha até coesa para engabelar, cenários chroma key toscos mas bem superiores aos pornozãos de fundo de quintal, mulheres gostosas, atores canastrões (embora esforçados) e um figurino nota dez, com os uniformes dos personagens mais fieis aos quadrinhos do que os usados pela própria Marvel Studios. Confira:

Além de putaria, a paródia também oferece ao onanista fã de HQs, a oportunidade de conferir versões de (muita) carne e osso de heróis e heroínas das HQs que ainda não ganharam vida em celuloide, como é o caso de Polaris (interpretada pela peituda Chanel Preston), mutante (das antigas) capaz de controlar campos magnéticos que ainda não apareceu nos filmes da Fox.

Allie Haze (Vampira), Skin Diamond (Tempestade), Andy San Dimas (Fênix), Jeannie Marie (Emma Frost), Katie St. Ives (Kitty Pryde), Tommy Gunn (Wolverine), J. Jay (Ciclope), Peter O’Tool (Blob), Billy Glide (Colossus), Mike Moz (Professor X) e o veterano Tom Byron (Magneto) completam o elenco.

X-Men XXX: An Axel Braun Parody sai dia 29 de julho em DVD e Blu-ray nos EUA (e logo depois em VOD).