Bastidores de Hollywood: As plateias infláveis


Nos tempos áureos do cinema (e até bem recentemente), as superproduções de Hollywood precisavam contratar uma quantidade enorme de pessoas para atuar como figurantes nas sequências que envolviam multidões. Em 1956, Os Dez Mandamentos utilizou cerca de 4 mil extras numa única cena. Três anos depois, 8 mil foram chamados para participar de Ben-Hur. Mas, foi em 1982 que o diretor Richard Attenborough extrapolou a conta, convocando 300 mil figurantes para trabalhar em Ghandi.

A evolução tecnológica e a popularização dos efeitos especiais praticamente extinguiu estes gastos excessivos com contratação de extras. No entanto, se a grana estiver curta para investir em CGI, o estúdio tem a quem pedir socorro. Empresas como a Inflatable Crowd são especializadas em “fabricar” multidões utilizando um truquezinho bem simples: dummies (bonecos) para representar pessoas.

o uso destes bonecos é muito comum e a gente nem nota a diferença. O segredo está no posicionamento da câmera, que precisa filmar no ângulo correto para enganar direitinho o espectador. Misturar gente de verdade no meio dos dummies também ajuda, para dar mais realismo à cena. No site da Inflatable Crowd podemos encontrar uma lista de diversos “clientes” que utilizaram este recurso, como O Discurso do Rei, Contágio, O Gangster, Rocky Balboa, Homem de Ferro 2, entre outros.

Confira abaixo algumas imagens interessantes que mostram o trabalho cuidadoso dos profissionais desta empresa:



  • Rodrigo Olanda

    Muito legal!! Agora, alguém deveria fazer um filme de terror com este tema hehehehe ia ser bem legal