Crítica: Quatro Amigas e Um Casamento


Entre as protagonistas femininas que se sujeitam ao ridículo em Quatro Amigas e Um Casamento, dificil entender como a bela Kirsten Dunst, que já foi a namorada do Homem-Aranha na trilogia “clássica” dirigida por Sam Raimi tenha topado protagonizar uma baboseira destas logo após ser agraciada com o prêmio de Melhor Atriz no Festival de Cannes por Melancolia (2011). Se ao menos a fita fosse divertida, Kirsten estaria perdoada e esta crítica teria um parágrafo inicial diferente. Não é o caso.

Na trama, Dunst, Isla Fisher (Os Delírios de Consumo de Becky Bloom) e Lizzie Caplan (A Ressaca) são três amigas de longa data que, apesar de escolhidas para serem damas de honra de Rebel Wilson (A Escolha Perfeita), estão se corroendo de inveja por a noiva, uma gordinha que sofreu horrores na infância, ser a primeira dentre elas a se casar. Depois de insultar a pobre coitada e rasgar o seu vestido na véspera do casamento, tentam consertar as coisas (e suas vidas) na noite anterior ao matrimônio. Não antes de tomarem todas e cheirarem bastante cocaína.

Produzida por Will Ferrell, o longa é um show de situações tragicômicas patéticas de humor nulo. E o grande culpado, ou melhor, culpada, é a inexperiente diretora Leslye Headland, também autora do roteiro. No intuito de parecer descolado e moderninho, seu script alterna, com a delicadeza de um elefante, situações leves e temas barra-pesada, que afetam a narrativa e impedem o filme de decolar.

A tentativa de arrancar risos ao colocar beldades para praticar atitudes imorais e grosseiras tipicamente masculinas não funciona aqui: a edição arrastada, a trilha sonora (quase) inexistente e, o pior, as piadas infelizes, transformam o longa num grande constrangimento. Como diz o ditado, “De boas intenções o inferno está cheio”. Se a ideia de Headland era agradar o público feminino com uma fórmula semelhante ao bem sucedido Missão Madrinha de Casamento, é bom a cineasta estar preparada para conhecer o coisa ruim.

Detalhe: The Bacharolette ia se chamar “Só Bebendo Elas Casam”, numa tentativa pífia de pegar carona em Se Beber, Não Case!. A distribuidora nacional preferiu trocar o título para Quatro Amigas e Um Casamento e fazer alusão a outro filme, a comédia britânica Quatro Casamentos e Um Funeral. Melhor se tivesse ficado com a primeira opção. Ao menos o título teria graça.

(1/5)
Quatro Amigas e Um Casamento (Bacherolette)
Estados Unidos, 2012 – 87 min.
Direção e Roteiro: Leslye Headland.
Elenco: Kirsten Dunst, Isla Fisher, Lizzy Kaplan, Rebel Wilson, James Marsden, Adam Scott.

  • ricardo

    Quando vi o trailer, já vi que ia ser uma merda, só comprovei assistindo também. Tentativa ridícula de imitar "Se beber não case", óbvio tentando colocar o alívio cômico em destaque totalmente na gordinha. Típico filme de domingo de madrugada da globo.

  • E daí ?

    Eu gostei muito do filme.

    • thamyaamorim

      Me explica. Coooooooomo?

  • elaine

    uma porcaria de filme, sem graça sem história…uma droga!! perda de tempo….