Lindsay Lohan apedrejada em "Liz & Dick"


Liz & Dick é muito ruim. A decisão de colocar Lindsay Lohan no papel de Elizabeth Taylor, uma vencedora do Oscar e lenda do cinema, foi baseado mais em uma ação publicitária inútil do que em qualidade. Ela atua mal, mas ninguém conseguiria atuar bem com esse roteiro terrível” – The Wrap

É muito terrível, será preciso colocar gelo em seu rosto quando acabar, para aliviar a dor de ficar fazendo careta por duas horas” – San Francisco Chronicles

Liz & Dick parece mais um episódio perdido do humorístico Saturday Night Live rodado na década de 1980″ – Hollywood Reporter

E com estas críticas entusiasmadas lá se foi por água abaixo a última tentativa de Lindsay Lohan dar a volta por cima. Este é o primeiro filme da atriz desde Machete, lançado em 2010. Os problemas pessoais, no entanto, começaram quatro anos antes, quando Lohan assumiu ser viciada em bebidas alcoólicas e analgésicos, após ser internada com uma crise asmática. Daí em diante foi só ladeira abaixo, com a divulgação de fotos da atriz cheirando cocaína, detenção por dirigir embriagada, confusões com funcionários e parentes e uma playboy encalhada. O ápice de sua vida desregrada aconteceu em julho de 2010, quando ela foi condenada há passar 90 dias na prisão.

Internada em clínicas de reabilitação diversas vezes e cheia de dívidas, o telefilme Liz & Dick exibido pelo canal Lifetime era uma das apostas da atriz em refazer sua imagem. Acostumado a estar envolvido em polêmicas semelhantes, Charlie Sheen, colega da moça em Todo Mundo em Pânico 5, ofereceu um cheque de US$ 100 mil para Lohan quitar uma parcela de seus débitos. Segundo o TMZ, os dois estreitaram relações desde que começaram a gravar a sequência da comédia.

Em seus últimos trabalhos, Lindsay Lohan recebeu cerca de US$ 2 milhões. Contudo, não se sabe o que ela fez com o dinheiro, já que as dívidas continuam sem pagamento.