10 Melhores Filmes com Justiceiros e Vigilantes (sem superpoderes)


Mascarados ou de “cara-limpa”, as motivações destes caras nem sempre são as mesmas. Se você lembrar de outros filmes que falam sobre o tema, lembre-se de consultar Os 12 Melhores Filmes de Vingança antes de citá-lo aqui. Watchmen (infelizmente) ficou de fora por causa do Dr. Manhattan. Não é todo dia que um homem-radioativo sai por aí combatendo o crime. E, por favor, esqueçam daqueles filmes horríveis sobre o Justiceiro da Marvel.

10. V de Vingança (V for Vendetta, EUA 2005): Num futuro onde a Alemanha nazista ganhou a guerra e os EUA não passam de um país sucateado e falido, a Inglaterra conseguiu se reerguer graças a um governo autoritário e controlador. Neste panorama assustador, surge a figura de V, um justiceiro mascarado que, através de atos de terrorismo, pretende libertar o país do governo opressor. Baseado na Graphic Novel homônima escrita por Allan Moore, o filme não chega a se aprofundar na trama nem tem a mesma carga emocional que a HQ, mas diverte ao promover o espetáculo de Hollywood em prol de ideias anárquicas.
Motivação: Torturas decorrentes de sua opção sexual e política contrária ao governo.

9. Darkman – Vingança sem Rosto (Darkman, EUA 1990):  Liam Neeson faz um geneticista inventor de uma pele sintética revolucionária. Ao ser atacado por mafiosos e ter o rosto completamente desfigurado, ele decide usar seu invento para fazer justiça. Fantasiado com máscaras que imitam o rosto de seus oponentes, vai eliminando-os um a um. Divertida sessão da tarde dirigida por Sam Raimi que trafega por vários gêneros (horror, aventura, policial, ficção científica) e diverte por ser absurdo ao extremo.
Motivação: Atentado a sua vida e destruição do seu trabalho científico.

8. Mirageman (Mirageman, Chile 2007): Certa ocasião, ao sair para o seu jogging habitual, leão-de-chácara obcecado por artes marciais e condicionamento físico, usa uma máscara para impedir o roubo e o estupro de uma famosa repórter da TV. A dita cuja faz uma longa matéria a seu respeito e ao perceber a repercussão que seus atos tiveram nos jornais da cidade, decide virar um combatente do crime mascarado, se autointitulando “Mirageman”. Deliciosa e ingênua sátira aos filmes de heróis.
Motivação: Vaidade, após ver uma matéria sobre seus feitos na mídia.

7. Santos Justiceiros (The Boondock Saints, Canadá/EUA 1999): Dois irmãos descendentes de irlandeses, católicos fervorosos, decidem eliminar a perigosa máfia do sul de Boston, já que o FBI não tem poder para detê-los. Religiosos, questionam seus próprios conceitos de justiça, porém sentem-se perdoados. Afinal, não matam indiscriminadamente, mas escolhem quem vive ou deve morrer. Bebendo na fonte “tarantisneca” este filme descerebrado e inverossímil diverte graças as cenas de ação estilizadas e sua violência gráfica exagerada.
Motivação: Depois de um ato de autodefesa, acreditam ter recebido uma mensagem divina.

6. Desejo de Matar (Death Wish, EUA 1974): Charles Bronson, numa das melhores atuações de sua carreira, faz um arquiteto pacifista que depois de ter a vida arruinada se transforma num “vingador urbano” disposto a eliminar os bandidos que o ameaçam. Grande sucesso de bilheteria, rendeu quatro continuações, uma mais violenta do que a outra. O personagem, que começa dando lições nos criminosos com moedinhas enroladas numa meia neste filme, chega a usar um lança-foguetes na última sequência.
Motivação: Esposa assassinada e filha estuprada.

5. Boy Wonder (Boy Wonder, EUA 2010): Traumatizado por seu passado e obcecado por vingança, um adolescente praticante de artes marciais, sai à noite encapuçado tirando de circulação perigosos bandidos do bairro onde mora. Amigo de um policial, ele puxa a ficha dos criminosos na delegacia onde frequenta, sem levantar suspeitas dos adultos (que o tratam com indiferença). Thriller psicológico com elenco desconhecido e diretor idem que, apesar de apelar para alguns clichês, surpreende pelo desfecho inesperado.
Motivação: Assassinato brutal de sua mãe.

4. Harry Brown (Harry Brown, Inglaterra 2009): Michael Caine faz o personagem título, um viúvo e ex-marine septuagenário, cansada da vizinhança outrora pacata e agora dominada pelo crime organizado, o tráfico de drogas e a violência entre gangues. Decidido a fazer uma “limpeza” no bairro, o anti-herói impõe ordem aos jovens delinquentes pela lei das armas. Viagem ao inferno do submundo do crime londrino, este filme independente é uma espécie de western moderno que “segura a onda” por conta do seu protagonista.
Motivação: Melhor amigo assassinado e responsável libertado.

3. Kickass – Quebrando Tudo (Kick-Ass, EUA 2010): Adolescente franzino cansado de ser assaltado e passar outros apuros, resolve se transformar num vigilante mascarado. Sem qualquer preparo físico e apanhando mais do que batendo, o moleque chama à atenção da mídia depois que um vídeo com suas presepadas vai parar no Youtube. Inspirado por ele, outros justiceiros começam a aparecer, incomodando um mafioso local. Apesar do seu tom cartunesco e despretensioso, programa ideal para fãs de quadrinhos, games e pancadaria.
Motivação: Histórias em quadrinhos de super-heróis.

2. Super (Super, EUA 2010): Após ver sua esposa (Liv Tyler) se apaixonar pelo charmoso traficante de drogas Jacques (Kevin Bacon), sujeito pacato (Rainn Wilson) surta e assume o alter-ego do vigilante Crimson Bolt. Sem superpoderes e contando apenas com sua “chave inglesa da verdade”, sai as ruas para combater o crime. Nesta louca empreitada, conhece Libby (Ellen Paige) a louca funcionária de uma loja de HQs, que junta-se a ele. Divertida sátira de humor negro que por vezes resvala num ultra-realismo desconfortável.
Motivação: A esposa viciada em drogas, troca-o por um traficante.

1. Trilogia Cavaleiro das Trevas(The Dark Knight Trilogy, EUA 2005, 2008, 2012): Impossível dissociar um filme do outro nesta fase dark do personagem, desenvolvida pelo diretor e roteirista Christopher Nolan. Christian Bale encarna o homem-morcego, herói mascarado que usa apenas de suas habilidades marciais (e muitos gadgets exclusivos que só o dinheiro de um bilionário pode comprar) para combater o crime em Gotham City. Entre os criminosos, alguns se destacam por suas mise en scènes: Espantalho, Coringa, Mulher-Gato, Duas Faces, Ra’s Al Ghul…
Motivação: Pais assassinados em sua frente, quando Bruce Wayne ainda era criança.

  • Ótima lista, como de costume, mas, como lhe disse no Twitter, acho errada a utilização da palavra infelizmente ao explicar o porque de Watchmen não figurar na lista, porque é filme medíocre que não deve figurar em nenhuma lista de melhores de qualquer coisa. Primeiro porque, sim o filme possui uma beleza estética inegável, mas se resume a isso. Zack Snyder não possui um minímo de noção de como ratratar a violência, porque quando ela surge nesse filme, fica clara a intenção do diretor de chocar o público, quando na verdade ela surge apenas nojenta e, porque não dizer, pornográfica. O filme tenta de maneira fútil, tentar se aprofundar na relevância da HQ, mas como seus realizadores não tem talento pra isso, deveriam ter como objetivo o simples divertimento e, Watchmen não serve nem pra reflexão e nem pra divertimento. Enfim, pro comentário não ficar muito longo, paro por aqui, mas provavelmente eu voltarei e darei outros argumentos. Ficaria feliz se me dissesse porque gosta tanto do filme, Getro.

    • Rapha,

      Fã da Graphic Novel desde o período em que foi lançada, Watchemn – O Filme, reconheço, falta “alma”, mas é uma das melhores e mais fieis adaptações dos quadrinhos já feitas.

      • O filme é tão medíocre, que nem mesmo você conseguiu achar uma desculpa plausível pra defende-lo. Você diz que é uma das melhores adaptações de quadrinhos, mas, porque? Pra mim é uma das piores e já dei bons argumentos do porque, em meu 1° comentário. Aliás, gostaria que me dissesse o que achou de meus argumentos. E essa fidelidade que você comenta é outro GRAVE defeito do filme. Porque cinema e HQ são 2 mídias absolutamente diferentes e Watchmen não é filme, é uma transposição dos quadrinhos para as telas, sem personalidade alguma. Se eu quisesse ver uma HQ Watchmen teria comprado os quadrinhos, não visto o filme. Só funciona pra os fãs e não existe defeito maior para uma adaptação do que esse.

        • HQ não é uma “midia” assim tão diferente, repare que os quadrinhos são quase storyboards. Mas, em sua linha de raciocínio, você foi no ponto da questão, Rapha. Sendo FÃ da Graphic Novel e do filme, Watchmen funcionou para mim.

        • Rodrigo

          @raphacinefilo
          Mas ai que esta, meu caro…
          Parte-se do pressuposto que o Cinema é uma mídia ficcional (documentários, por exemplo, baseado em fatos mas não estão acontecendo ali em tempo real, são histórias retratadas ou representações atuadas), onde ela quebra as regras do mundo real de tempo/espaço. Coisas fantasiosas, realistas, despirocações autorais. Pode-se muito bem ter um universo absurdamente quadrinesco transcrito para essa mídia. É ruim? Pode ser, pode não ser. O Cinema permite isso. Contar histórias com qualquer recurso que assim decidir.
          A bronca do Watchmen ser “mediocre” creio eu vir do fato dele ser um filme apenas para os seus seguidores, e não uma obra blockbuster pensada para o “povão”. Esse é o público alvo do filme e pronto. Se agradou o público alvo, o objetivo do filme foi atingido.

        • Matheus

          @raphicinefilo

          Escrevi um comentário com alguns argumentos, mas infelizmente o perdi por ter sido babaca… Bem agora com a paciência que me resta só posso dizer que respeito sua opinião sobre Watchmen, porém não concordo com a mesma. Seus argumentos não conseguiram causar nenhum sentimento além de raiva e frustração durante a minha leitura. Bem, tenha um bom dia/noite.

          • Tudo bem cara. Pelo menos você pediu desculpas, o que é suficiente para que o trate com respeito. Também lhe peço desculpas, pois respondi seu outro comentário com um pouco de falta de educação. Tenha um bom dia/noite.

  • batmam rules!

  • Você sabe o que o próprio Alan Moore, criador dos quadrinhos, tem a dizer sobre o filme: “O filme Watchmen me soa como minhocas regurgitadas. E eu tenho nojo de minhocas”. Se o próprio autor possui esse desprezo pelo filme…enfim. Você até agora não me deu um bom motivo do porque gosta tanto do filme. Aliás, Watchmen não pode ser ao menos chamado de filme, pois é simplesmente uma transposição dos quadrinhos para a tela. Pode funcionar como HQ, mas não funciona como cinema. Porque é desinteressante, brega, arrastado e uma bobagem sem tamanho.

    P.S – HQ é uma midia diferente de cinema, sim.

    • Rapha, se você trata cinema com racionalidade, acho bom você rever seus conceitos. Cinema é emoção! O que é interessante para alguns, pode não agradar outros. Nem Jesus Cristo conseguiu agradar a todos. E PONTO FINAL.

      • Ok, também não quero dar continuidade a essa discussão, mas, para terminar de vez, irei responder esse seu comentário de forma breve. Se cinema é emoção, como você possivelmente pode ter gostado de Watchmen, um filme frio que não desperta nenhuma emoção além do desprezo? É verdade, Jesus Cristo não conseguiu agradar a todos e Watchmen não agradou ninguém, só os fãs.

        • Pedro Berdugo

          Na sua opinião, os fãs não tem vez é isto? Sabe quantas cópias Watchmen vendeu? Somos milhões de fãs! E acredito que o filme tenha APENAS o seu desprezo. E quanto a Allan Moore, ele não gosta de nenhuma adaptação (dele ou dos outros) que vai para o cinema.

          • Não, você me interpretou equivocadamente. Não estou diminuindo os fãs, sei que eles são vários e merecem respeito. Estou dizendo que o filme Watchmen é uma porcaria. E sim acho isso, e já dei excelentes motivos do porque. E eu não sou o único que despreza o filme.

          • Matheus

            Sim você não é o único, é você e o seu ego, o que fisicamente seria impossível caber num planeta pequeno como a terra.

            Não sou Fan, assisti Watchmen sem saber que era uma adaptação de HQ e o achei muito bom. Conseguiu ser um bom suspense, banhado em ação com uma trama bem desenvolvida em um mundo, digamos assim, diferente. A trama em si consegue fazer você apenas se divertir com cenas muito bem feitas ou pensar, sobre o caos formado pela guerra nuclear, ou pela capacidade maligna da mente humana, capacidade de driblar a moralidade para fazer aquilo que acreditamos, sem se preocupar com o que a sociedade moral impõe. Há tantas coisas que o filme passa, é um insulto falar que este filme não é bom. Tenha um bom dia/noite.

          • O meu ego? Eu não havia insultado ninguém, estava simplesmente tendo uma conversa amigável com Getro a respeito do filme quando um monte de fãs mal educados e covardes (você incluido) começaram a me atacar sem motivo algum, como se eu estivesse xingando alguém de sua familia e não um simples filme, e por tentar responder a esses insuportáveis o meu ego se torna grande? E antes de vir aqui, se informe, a maioria da crítica especializada também desprezou o filme. E nenhum dos seus argumentos me convenceu, o filme é medíocre e PONTO FINAL.

          • O problema é a maneira agressiva em que você expoe sua opniao =/

            Todo mundo ja entendeu seu ponto de vista e escrever milhares de posts nao vão fazer as pessoas mudarem de opniao. Voce acha mediocre? Ja falou isso das primeiras 50 vezes. Mas tem gente que nao acha tao ruim assim e PONTO FINAL.

            E o Alan Moore é um chato msm quanto a adaptações. Nao dá pra dar credibilidade.

    • Mauro

      Não sei como o pessoal deste site permite um comentário absurdo e bobalhão com este. Nitidamente um aborrescente que está naquela fase "vivo um tédio mortal então escolherei algo para ser terrivelmente contra".

      • Eu não sei como o pessoal do site permite um comentário como o seu: agressivo e de uma ignorância ímpar. Se você é uma pessoa insuportável, que não consegue ter amigos e, por isso, está com raiva do mundo, não venha descontar em mim, uma pessoa que você nem ao menos conhece. Eu não posso nem expressar em palavras o quão ofendido eu estou. Qual o propósito de me chingar dessa maneira? Enfim, não irei me rebaixar ao seu nível de medíocridade intelectual e moral. Não gosto de discutir com ignorantes.

        • Mauro

          Cara, você pegou um pequeno detalhe do texto introdutório da lista, para criar uma discussão infundada e sem propósito, desvirtuando o assunto completamente. Quem é o medíocre intelectual? Voce precisava provar alguma coisa, do tipo, o “site está errado e eu estou certo?” Abra sua mente!

          • Sem propósito? Havia um propósito sim nessa discussão. Eu gostaria de ver o ponto de vista de outras pessoas a respeito do filme e também mostrar o meu ponto de vista para elas. Porque, na internet, eu gosto de conversar sobre cinema com pessoas inteligentes como Getro e não xingar as outras pessoas como você.

        • cara, xingar é com X, você gostaria que alguém falasse que você é um merda que não sabe escrever? ou melhor, um 'medíocre intelectual' nas suas próprias palavras. Existem maneiras e maneiras de se comentar em blogs, com certeza o que você está fazendo não é a mais honesta e sensata, qual o motivo de tamanha. uma crítica nunca pode ser considerada um ataque, você justamente ataca, porém esquece que outros podem retrucar e que se você vê os erros de alguém, alguém pode muito bem ver o seus. Na internet irmão, pega leve!

          • É verdade, existem maneiras e maneiras de se comentar em blogs e me xingar sem motivo aparente não é uma forma sensata e honesta. Porque eu consigo aceitar críticas construtivas numa boa, mas quando um babaca que eu nem conheço vem me chingar porque ele não tem nada melhor pra fazer, me desculpe, eu não consigo ficar quieto. E ninguém viu meus erros, como você aponta, eles simplesmente me atacaram covardemente.

  • Concordei com a maioria da lista, mas acho que no lugar de Harry Brown, que nada mais é que um Desejo de Matar paraguaio (ou inglês), poderia muito bem entrar um dos melhores filmesdeste estilo: DEFENDOR…

  • Dudu

    Achei Watchman manerão. Mostrou heróis muito mais humanos do que homem-aranha e afins. E o estilo do filme deixou a fantasia muito mais natural, perto mesmo do real.

  • Sééééloko mano NÃO COLOCO O CHAPOLIN!!!!!!!!!!!!!!!……ACABO COM A LISTA TODA.

  • Pequeno Rockeiro

    Só acho que o V de vingança teria que ter uma colocação melhor, eu até curto kick-ass mais na colocação que ele tá ae ñ merece ñ !

  • Filipe

    Eu acho que o filme que deveria estar em primeiro, mas nem está na lista é “Busca Implacável”…

  • Danilo

    Nunca li qualquer HQ. Não me interessa se não é fiel ao HQ ou se é uma mera transposição do que está no HQ. O que me interessa é se o filme é bom ou ruim. Então essa discussão toda é uma bobagem. Considero Watchman um ótimo filme assim como os Batmans do Nolan (até o momento). Considero péssimos o terceiro homem aranha, os Batmans com mamilos do Joel Schumacher e o todo monte de lixo super endeusado chamado "Senhor dos Anéis" (tempo precioso perdido).
    E eu colocaria " O Justiceiro: Em Zona de Guerra " na lista achei melhor do que o primeiro que tem John Travolta.

  • Romenique

    O "v" não deveria estar na lista, pois ele possui "super poderes" sim.

    No próprio filme explica que ele foi cobaia de vários experimentos e o resultado é um cara com provavelmente 100% da pele carbonizada que teria entrado em coma como qualquer pessoa comum, um corpo absurdamente atlético e rápido sem grande massa muscular, resistência fora do normal recebendo vários tiros (eu sei que ele tava usando proteção) ainda teve forças pra levantar um cara pela garganta e cambalear de volta.

  • carlinhospalmense

    Kd KILL BILL?

    • Kill Bill está na lista “Melhores Filmes de Vingança”.

  • Matheus Bedin

    Bem sobre a motivação do V de vingança.
    "Torturas decorrentes de sua opção sexual e política contrária ao governo."
    O codinome V era hetero, tanto que se apaixonou por Eve, sua motivação não está bem clara no filme, está seria mais pela própria vontade de vingança por ter sido trancado numa cela e torturado por ter lutado pelos seus ideais ou mesmo ter feito um suposto "crime" para aquele governo.

  • Desejo de Matar deveria estar bem a frente . são estilos diferentes , mas Bronson é mais Justiceiro que os heróis do Kick Ass

  • Julio Cezar Moraes

    Bela lista! Batman, sem exagero enfrenta(já enfrentou) Darkseid, e pode enfrentar outros fortões como hulk, thor,wolverine, Galactus e sempre achará uma forma de controla-los, basta ler Odisseia Cosmica e verão.

  • Natan

    Cadê o nosso amigo Tony Stark aí?

  • Aluísio

    Getro achei tua lista bem interessante,diversificada mas creio que faltou citar o filme "Valente" com Jodie Foster e Terrence Howard no qual ela se torna uma vigilante com sede de justiça após o namorado ter sisdo morto por uma gangue e ela quase morrer também,um filme bacana.Abraço

    • Eu lembrei dele, Valente pegaria uma 11ª colocação.

  • noan

    voce viu o filme mirageman? a motivaçao dele está longe de ser vaidade, muito mais para o trauma do irmao mais novo estuprado e dos pais assassinados

    • O trauma do irmão faz ele salvar a repórter na primeira cena do filme. A decisão de “virar” o Mirageman só vem depois, quando vê o resultado de seus feitos na TV.

  • johnatan da silva

    E o "justiceiro"

  • Willians

    Teve alguém nos comentários que disse que ” O Senhor dos Anéis” é um ” monte de lixo”, sério, essa pessoa tem que rever os conceitos dela sobre cinema…