Michael Bay, o reciclador

Um vídeo que caiu recentemente na web mostra que Michael Bay aderiu mesmo à política da sustentabilidade em seus filmes. Não que a prática de reaproveitar imagens de “bancos de dados” (como tomadas aéreas, pôr-do-sol, multidões) seja pouco utilizada em Hollywood. Bay, no entanto, vai além, economizando milhões de dólares ao reciclar sequências inteiras de seus longas anteriores.

O video abaixo faz um interessante comparativo entre cenas de perseguições do novo Transformers – O Lado Oculto da Lua e A Ilha de 2005. Repare que Bay só acrescentou na edição os robôs alienígenas e, magicamente, uma nova sequência de colisão surgiu:

E essa não foi a primeira vez que o sujeito improvisou uma economia em um dos seus astronômicos orçamentos. No primeiro Transformers de 2007, o produtor/diretor já havia “requentado” trechos com um porta-aviões utilizando cenas de Pearl Harbor (1999):

Ed Wood deve estar se revirando de inveja em seu caixão…