"Catfish": Assista (ou não) ao trailer


O Festival de Sundance é a meca do cinema independente norte-americano. Catfish chegou ao evento deste ano sem fazer barulho e ninguém esperava muita coisa do longa. Mas, após o fim de sua exibição, o público presente era só aplausos e elogios.

O filme, que não recebeu prêmio nenhum, saiu de Utah ovacionado com vários comentários positivos, entre eles “surpreendente, comovente e totalmente inesperado e fascinante”. Segundo alguns sites especializados, o filme não é o que parece ser e o melhor é assistí-lo sem muita (ou nenhuma) informação à respeito.

Em 2007, os cineastas Ariel Schulman e Henry Joost resolveram filmar a vida do irmão de Ariel, Nev. Eles não sabiam que o tal projeto transformaria os próximos meses nos mais emocionantes e inquietantes meses das suas vidas.

No filme, Nev, um jovem fotógrafo novaiorquino, conhece a dançarina Megan pelo Facebook, e inicia um relacionamento. Após um longo romance online – que inclui troca de presentes e conversas ao telefone com a (linda) mãe das garotas – Nev, Ariel e Henry decidem ir até uma fazenda no Michigan para conhecer toda a família, que parece perfeita.

A partir daí, o vídeo divulgado não mostra mais nada, apenas diz que os 40 minutos finais serão “uma montanha-russa emocional”. Confira aqui ou assista abaixo o segundo trailer que trás reações de pessoas da platéia gravadas imediatamente após o término da sessão:

O marketing têm vendido o filme como “um autêntico documentário”. No website oficial, a produtora I am Rogue criou uma interface bem legal em que os internautas tem acesso ao computador de Nev. Assim que você escolhe viver no mundo do filme, o Mac do personagem carrega o sistema operacional e é possível vasculhar à vontade as pastas com fotos, vídeos e arquivos.

Catfish estreou no dia 17 de setembro em alguns cinemas norte-americanos através do sistema on-demand. Não há previsão de lançamento no Brasil.

  • não curti não, pensei que tinha um horror obscuro por trás da Megan