"The Killer Inside Me": filme cria polêmica antes do lançamento

Não se engane com o trailer recém-divulgado de The Killer Inside Me, novo filme do diretor Michael Winterbottom. Durante a exibição do filme no Festival de Sundance, grande parte da plateia deixou o cinema no meio da sessão, perturbada pelas cenas de sexo e de violência sadomasoquista – nem a protagonista Jessica Alba ficou até o final.

O filme se baseia no livro homônimo de 1952 do escritor de tramas noir Jim Thompson, e conta a história do assistente do xerife Lou Ford (Casey Affleck),  querido pelos moradores da pequena cidade onde mora no Texas, mas que na realidade é um sociopata homicida.

Quando o filho de um homem poderoso começa um affair com uma prostituta (Jessica Alba), Lou recebe a missão de expulsá-la da cidade. Mas acaba excitado, ao perceber que ela gosta de apanhar. Sem motivo aparente, além de seu próprio prazer perverso, ele resolve matá-la e incriminar o amante. O plano dá errado e e as falhas viram do avesso seu cotidiano, refletindo na relação com sua namorada (Kate Hudson) e numa série de crimes cada vez mais violentos e cruéis, que ele é obrigado a cometer para encobrir suas pistas.

Numa das cenas mais gráficas, o filme mostra Affleck vestindo um par de luvas de couro e esmurrando impiedosamente o rosto de Alba ao ponto de torná-la uma massa sangrenta irreconhecível. Obviamente, a prévia deixou esta e outras cenas violentas de fora. Confira:

Filmado anteriormente em 1976 por Burt Kennedy e estrelado por Stacy Keach, o livro de Thompson era um dos favoritos de Stanley Kubrick. O longa chega aos cinemas dos EUA no dia 18 de junho, em pleno verão americano.