O Adeus do Rei do Pop


O cantor e compositor Michael Jackson morreu na tarde desta quinta-feira (25/06), após sofrer uma parada cardíaca em sua casa. Ele foi revivido por paramédicos ainda em sua mansão – onde ensaiava para uma série de shows em comemoração aos seus 50 anos – e levado ao hospital da UCLA Medical Center para tratamento. Segundo o jornal “Los Angeles Times”, o cantor teria chegado ao local em coma profundo.

Michael Joseph Jackson nasceu em 29 de agosto de 1958 em Gary, Indiana. Quinto filho do metalúrgico Joe Jackson, Michael mostrou seu talento para a música e para a dança muito cedo. Ele começou sua carreira nos anos 60, aos cinco anos, com o grupo Jackson 5, formado também pelos seus quatro irmãos mais velhos. O estouro solo veio em 1979, com o quinto disco dele, “Off The Wall”, que, graças a uma empolgante e original mistura de disco, funk e pop, abriu caminho para o que o cantor viria a se transformar nos anos seguintes.

Na década de 1980 lançou dois de seus melhores discos, “Thriller”, de 1982, e “Bad”, de 1987, e consolidou a posição de superastro. Foi aí também que surgiu a imagem de um artista de hábitos e atitudes cada vez mais estranhos. É o exemplo perfeito de criança-prodígio que, cada vez mais famosa e idolatrada, acaba por criar um mundo próprio distante da realidade.

A partir do início dos anos 90, os fatos sobre sua vida particular já chamavam muito mais atenção do que sua música – que, diga-se, nunca mais repetiu a genialidade da trilogia “Off The Wall”, Thriller” e “Bad”. Em 1993, o cantor foi acusado de ter molestado sexualmente um menor de idade. Segundo relatos da época, Jackson fez um acordo milionário com a família da suposta vítima fora dos tribunais em 1995. Nos anos seguintes, se casaria com a filha de Elvis Presley, Lisa Marie, e com a enfermeira Debbie Rowe, mãe de dois de seus três filhos. O cantor se apresentou ao vivo no Brasil em 1993 e voltou ao país em 1996 para gravar o clipe da canção “They Don’t Care About Us” no Rio de Janeiro e na Bahia com o grupo Olodum.

Sem lançar disco desde 2001, quando gravou “Invincible”, nos últimos anos Jackson foi notícia graças ao julgamento pelo qual passou entre 2004 e 2005, também acusado de ter molestado um menor em 2003. As dívidas de Michael Jackson começaram a crescer vertiginosamente neste período. Mesmo com problemas financeiros, o cantor não esperou mais do que um mês após o veredicto para comprar um luxuoso imóvel e se mudar para Bahrein, pequeno reino do Golfo. Ele só voltaria para os Estados Unidos em dezembro de 2008, quando alugou uma mansão em Los Angeles por US$ 100 mil mensais.

Michael Jackson comemorou seus 50 anos em agosto do ano passado ao lado apenas dos filhos e sob a especulação de que estaria cada vez mais doente. De acordo com alguns tabloides, o cantor sofria de uma grave doença pulmonar genética que o teria convencido de que morreria em breve.

Jackson ainda é o “Rei do Pop” para sua legião de fãs, apesar de seu comportamento e de sua aparência por vezes bizarros nos últimos anos. Ele já vendeu em torno de 750 milhões de discos, ganhou 13 Grammy e é visto como um dos maiores artistas pop de todos os tempos.

Confira na Folha Online a cobertura completa sobre a morte do astro.

  • renata

    quero saber quem foi o filha da puta,desgraçado,cafajeste que nao tem nada pra fazer que fez isso com meu idolo.da o orkut.e se foi vc,vc vai se ver comigo muito em breve sua hora de ser morto ta chegando se for vc

    • Calma, Renata! Foi o pessoal do blog Pilândia quem publicou esta bagaça.

  • Débia R&eacut

    Não gostei da foto…..acho uma falta de respeito….Escolha da vida é opcional …todos nós temos direito de viver da forma que almejarmos…pois nínguém não está nem ai para a vida de ninguém…somente importa no momento de falar e julgar, mas o resto nem encherga…. por isto cada um faz de sua vida que bem entender…

  • chris

    ke ridiculo não gostei! vcs não tem respeito nheim com o rei aiii eu mereço!