Framboesa de Ouro 2009


Prêmio Framboesa de OuroO ator canadense Mike Myers recebeu sete indicações aos Razzies, o prêmio “Framboesa de Ouro”, que, ao contrário do Oscar, elege o pior do cinema nos Estados Unidos, promovido pela fundação Golden Raspberry Award. Para a 29ª edição do prêmio criado pelo jornalista e escritor John Wilson, que acontece no dia 21 de fevereiro (um dia antes da noite do Oscar, Paris Hilton também foi uma das maiores indicadas, principalmente por sua participação no filme “The Hottie & the Nottie” (A Gostosa e a Gosmenta), que entrou para a história como um dos maiores fracassos de bilheteria do cinema.

A academia, formada por cerca de 700 cinéfilos de todo o mundo, também indicou a Pior Filme o suspense de M. Night Shyamalan “The Happening” (Fim dos Tempos), produção considerada “desastrosa”, que “apresenta a visão mais divertida do apocalipse”. A disputa nesta categoria vai ser acirrada visto que os outros candidatos são Super-Heróis – A Liga da Injustiça, A Gostosa e a Gosmenta, Em Nome do Rei , Espartalhões e O Guru do Amor.

Love Guru (O Guru do Amor), filme escrito, produzido e estrelado por Myers no início de 2008, foi também indicado para as principais categorias da premiação: Pior Diretor, Pior Ator e Pior Roteiro. Na categoria Pior Ator, Myers competirá com Eddie Murphy (O Grande Dave), Al Pacino (88 Minutos), Mark Wahlberg (Fim dos Tempos e Max Payne) e o comediante Larry the Cable Guy (Proteção à Testemunha).

Na categoria Pior Atriz, disputarão o troféu de plástico dourado Jessica Alba (pelo mesmo filme de Myers e O Olho do Mal), Cameron Diaz (Jogo de Amor em Las Vegas), Kate Hudson (Amigos, Amigos, Mulheres à Parte e Um Amor de Tesouro), além de todo o elenco de Mulheres – O Sexo Forte: Annette Bening, Eva Mendes, Debra Messing, Jada Pinkett-Smith e Meg Ryan.

A estatueta de pior carreira será destinada ao diretor Uwe Boll, descrito pela organização como “a resposta alemã a Ed Wood”, considerado por muitos como o pior diretor da história. Boll concorre também como pior diretor, pior ator coadjuvante e pior casal cinematográfico, todos eles por seu trabalho em “Postal“.